top of page

Homem resgatou 140 pessoas durante enchentes no Rio Grande do Sul

O homem que resgatou 140 pessoas durante a enchente em Roca Sales, no Rio Grande do Sul, declarou: "Eu estava determinado a não abandonar meus concidadãos."

Sergio Benini, um residente de Roca Sales, cidade duramente atingida pelas inundações no Vale do Taquari, emergiu como um herói para a comunidade local. Utilizando uma pequena embarcação, ele arriscou sua própria vida para salvar seus vizinhos.


Sergio Benini (no meio) e amigos continuam trabalhando para reerguer a cidade

No início das chuvas, Benini estava fora do estado, desfrutando de um passeio no Paraná com sua esposa e amigos. Ele começou a receber mensagens de vizinhos descrevendo a situação de emergência na cidade. Imediatamente, ele solicitou que preparassem o barco que ele possuía e que já havia sido usado durante uma inundação em 2000.


Ele retornou à cidade na segunda-feira (4), à medida que as águas subiam rapidamente, sem imaginar que a situação se tornaria a mais desafiadora de todas. Às 21h, ele iniciou as operações de resgate.


"Eu retirei mulheres e crianças do centro da cidade, e, em meia hora, tive que resgatar todos os homens, pois a água estava prestes a inundar completamente. Nesse intervalo de tempo, o nível da água subiu um metro, um metro e meio, algo completamente anormal", afirmou Benini.


Por volta da 1h da manhã de terça-feira (5), Benini notou que os moradores estavam encurralados no topo de suas casas, sob os telhados. Com coragem, ele se juntou aos amigos Luiz e Jeremias para atravessar a cidade e alcançar a área mais inundada, enfrentando uma correnteza perigosa.


"Eu disse a mim mesmo 'ou nós sobrevivemos ou eles não sobrevivem', porque não havia tempo para esperar. No final das contas, você não pensa. Eu moro a 8 quilômetros da cidade, e ninguém me pediu para estar lá durante a enchente", acrescentou ele.


A situação se tornou ainda mais angustiante quando Benini teve que resgatar uma família em estado desesperado. A mãe dessa família, de acordo com Benini, chegou a ligar para seus filhos para se despedir, temendo pelo pior.



Ouça a entrevista no programa Timeline:


Enquanto Benini arriscava sua vida para salvar os outros, sua própria família estava em desespero, incapaz de se comunicar com ele. "Recebi minha medalha de honra ao mérito por ter salvado 140 pessoas. Isso para mim não tem preço. Eu jamais abandonaria minha gente", afirmou ele.


Benini mantém uma visão otimista em relação à recuperação da cidade: "Acredito que será possível reconstruir a maioria das coisas. Tenho muita esperança."








Comentarios


bottom of page